Benefícios da Mandioquinha

É uma raiz tuberosa, originária dos países andinos, principalmente das regiões do Equador e Peru. Ela é da mesma família da cenoura, salsa, coentro, aipo (salsão), funcho, anis e se adapta bem às grandes altitudes, já que o clima é mais ameno.

Ela contém niacina (vitamina B3), vitamina A e carboidrato. Seu amido possui fácil digestibilidade, sendo recomendada para crianças, pessoas em recuperação de doenças ou cirurgia e idosos. Ainda conta com a presença do fósforo e do manganês, os quais são responsáveis pela manutenção do metabolismo ósseo, além de ter ação antioxidante e minimizar os sintomas da TPM como a dor e o mau humor.

A falta da niacina pode acarretar lesões graves no aparelho digestivo, além de ocasionar problemas no processo de digestão e absorção dos nutrientes, podendo comprometer o estado nutricional, como também o do sistema nervoso central.

A mandioquinha pode ser consumida cozida, em forma de salada, purê ou ser ingrediente de uma sopa.


Tenho 25 anos, sou Nutricionista graduada pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Escolhi essa profissão por ela permitir que eu cuide da saúde das pessoas e leve o conhecimento necessário para que elas possam ter uma vida saudável.

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

*