Compulsão Alimentar – Parte I

O que é?

A compulsão alimentar é menos conhecida que a anorexia e a bulimia mas, também traz riscos para a saúde como as outras. Ela é um transtorno que caracteriza-se pela ingestão compulsiva de alimentos. Esse consumo excessivo de comida, se dá mesmo quando a pessoa não está com fome e, depois que a mesma come, sente uma sensação de desconforto.

Pessoas que tem compulsão alimentar não provocam vômito depois de comer e nem fazem exercícios intensos para queimar as calorias ingeridas e, devido a isso, a compulsão apresenta como principal consequência a obesidade e suas complicações como problemas cardíacos, hipertensão, diabetes, entre outros.

Segundo especialistas da área dos transtornos alimentares, esse tipo de compulsão ocorre porque a pessoa tenta preencher um vazio emocional que existe dentro dela e, por isso, o tratamento para esse tipo de distúrbio deve ser feito com medicamentos combinados com psicoterapia.

Incidência da compulsão alimentar

Segundo especialistas, a compulsão é um transtorno que acomete qualquer pessoa, de diferentes idades, sexo, raças,  e condições econômicas. Porém, foi observado que há uma maior incidência em pessoas do sexo feminino com faixa etária entre 20 e 30 anos.

Esse distúrbio tem como principal problema o aparecimento da obesidade em pessoas que têm a compulsão. Para os portadores desse problema, orienta-se que os indivíduos procurem diversos tratamentos disponíveis atualmente para enfrentarem o distúrbio.


Tenho 25 anos, sou Nutricionista graduada pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Escolhi essa profissão por ela permitir que eu cuide da saúde das pessoas e leve o conhecimento necessário para que elas possam ter uma vida saudável.

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

*