Ganho de Peso na Gravidez – Parte I

Muitas pessoas dizem que a mãe precisa comer muito, pois está comendo por dois. Mas, esse mito de um tempo pra cá acabou prejudicando a saúde da mãe e do bebê, devido ao ganho de peso na gestação ser considerado um risco, podendo o mesmo ser controlado.

As primeiras semanas de gestação

Nas primeiras 12 semanas, é orientado para as grávidas que elas mantenham a sua alimentação do jeito que era antes de engravidarem. Da 13º semana em diante, é necessário que haja uma ingestão de 300 kcal a mais do que a dieta habitual, que podem ser mantidos até o final da gestação. Existem algumas pesquisas feitas sobre esse assunto, as quais revelam que as gestantes que mantiveram uma alimentação balanceada durante a gestação, conseguiram gerar bebês que ao nascer, obtiveram o hábito de consumir alimentos saudáveis.

Mudanças que ocorrem no corpo da mãe

O corpo sofre mudanças a cada semana assim, como, o peso. Isso ocorre devido a diversos fatores como a alimentação, exercícios físicos, estresse, entre outros. Durante a gestação, a mãe deve controlar o ganho de peso para evitar complicações futuras, como o surgimento da diabetes gestacional, a qual é o resultado do aumento excessivo do peso e, que pode trazer alguns problemas na hora do parto.

Para que essa situação seja evitada, é importante manter uma alimentação saudável e praticar algum tipo de atividade física apropriada para esse período, o que pode trazer muitos benefícios para a mulher e para o bebê que está na barriga.

Orientações nutricionais

As gestantes devem comer em pequenas quantidades, divididas entre 5 e 6 refeições ao dia, com intervalos de 4 horas no máximo, preferindo alimentos ricos em fibras ou integrais, além de ingerir bastante líquido, principalmente água e o consumo de alimentos gordurosos, doces e massas deve ser evitado. Segundo os obstetras, o ganho de peso ideal para uma grávida deve ser de 6 kg, ou seja, apenas 5% do peso anterior ao do começo da gravidez.


Tenho 25 anos, sou Nutricionista graduada pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Escolhi essa profissão por ela permitir que eu cuide da saúde das pessoas e leve o conhecimento necessário para que elas possam ter uma vida saudável.

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

*