Hipertensão Arterial e Alimentação Saudável

Os bons hábitos alimentares previnem diversas deficiências nutricionais, favorecem a saúde e protegem o corpo contra as doenças infecciosas. Uma alimentação rica em nutrientes, pode melhorar a função imunológica, além da mesma contribuir para a proteção dos males crônicos não transmissíveis como diabetes, hipertensão arterial, acidente vascular cerebral (AVC), doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer. Esses males estão entre as principais causas da morbidade, incapacidade e mortalidade no Brasil e no mundo.

A hipertensão arterial ou pressão alta é caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias. Ela acontece quando os valores das pressões máxima e mínima são iguais ou ultrapassam os 140/90 mmHg (ou 14 por 9). Ela faz com que o coração tenha que exercer um esforço maior do que o normal para fazer com que o sangue seja distribuído corretamente para todo o corpo.  A pressão alta é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidente vascular cerebral (AVC), enfarte, aneurisma arterial e insuficiência renal e cardíaca.

Para que essa doença seja controlada é essencial que a pessoa adote um plano alimentar saudável e sustentável, que contenha frutas, hortaliças, laticínios com baixo teor de gordura, cereais integrais, frango, peixe e oleaginosas. No caso da carne vermelha, doces e bebidas com muito açúcar o ideal é que sejam evitados ou reduzidos.

Dentro das refeições saudáveis e sustentáveis estão as preparações que levam alimentos in natura e minimamente processados (exemplo: alho picado, batata processada inteira e descascada, batata processada e fatiada, mix de legumes, cenoura processada inteira e descascada, cenoura processada e ralada, beterraba processada e ralada e alface e couve processadas), com quantidade e qualidade aos ciclos da vida, que irão compor refeições coloridas e saborosas com alimentos de origem animal e vegetal.

É importante também controlar o consumo de sal. Por isso, evite produtos ultraprocessados (refrigerantes, bebidas energéticas, salgadinhos, bolachas recheadas, suco em pó, embutidos, produtos congelados prontos para aquecer, produtos desidratados como: macarrão instantâneo, sopa em pó, mistura para bolos, tempero pronto) e a adição de sal nos alimentos já preparados, assim, como o consumo de temperos prontos e condimentos.


Tenho 25 anos, sou Nutricionista graduada pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Escolhi essa profissão por ela permitir que eu cuide da saúde das pessoas e leve o conhecimento necessário para que elas possam ter uma vida saudável.

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

*