Importância da Alimentação na Fase Pré-Escolar

A fase da pré-escola é o período escolar que atende crianças dos 2 aos 6 anos. Esse é o primeiro contato que a criança irá estabelecer com as refeições fora de casa, através da escola.

Isso pode expor a criança a alimentos que antes não faziam parte da sua alimentação como balas, doces, diversas guloseimas e bebidas com alto valor calórico e baixo valor energético. Outro fato importante é o de que a criança começa a formar suas preferências alimentares, e é aí que entra a responsabilidade dos pais e responsáveis em incentivar os bons hábitos alimentares, os quais irão acompanhá-lo ao longo da vida.

É importante que as crianças se socializem, e é na hora da refeição que isso ocorre. Por isso é recomendado que a família estabeleça um horário fixo para a mesma. A refeição oferecida deve ser balanceada e adequada para que haja um incentivo na obtenção de uma alimentação boa e saudável por parte da criança. Porém, nem sempre elas irão sentir fome na hora marcada para comer, é importante respeitar isso também, lembrando sempre das 6 refeições por dia.

A ingestão dos alimentos industrializados deve ser evitada, exemplos: congelados, embutidos, prontos ou pré-preparados, pois eles são muito pobres em nutrientes que são necessários para a fase de crescimento das crianças. O consumo de açúcares, gorduras e refrigerantes também devem ser evitados. A oferta de frutas e sucos naturais é uma opção mais saudável, pois irão conter vitaminas, minerais e fibras.

Na hora de preparar o lanche para a escola, é muito importante que haja a inclusão de alimentos fontes de carboidratos como cereais, pães e biscoitos, assim como, frutas ou suco natural de frutas, oferecendo sempre as frutas ou sucos que a criança mais gosta, além de um alimento lácteo como iogurtes, queijos ou achocolatado. Opte por utilizar uma lancheira térmica, pois ela será de grande importância para manter os alimentos sem estragar. Essas são apenas opções para as lancheiras, não necessariamente precisam estar juntas na mesma, pois a criança não irá consumi-los de uma só vez. Vá intercalando-os durante o dia. É de extrema importância ter muito cuidado com a higiene e preparo dos lanches, assim como, em todas as refeições preparadas para a criança.

Há um perigo em torno dos exageros no consumo das guloseimas, refrigerantes, alimentos industrializados e gordurosos, os quais contribuem para o aumento de doenças crônicas não transmissíveis como diabetes, hipertensão e obesidade infantil.

Os pais e os educadores devem incentivar e praticar com as crianças, para que na hora das mesmas se alimentarem, escolherem por vontade própria alimentos saudáveis, para que no futuro isso se torne um hábito alimentar. Com isso, as refeições e os lanches devem ser sempre momentos saudáveis e descontraídos, uma vez que nessa fase os pequenos necessitam de bastante energia para estudar, brincar e crescer.


Tenho 26 anos, sou Nutricionista graduada pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Escolhi essa profissão por ela permitir que eu cuide da saúde das pessoas e leve o conhecimento necessário para que elas possam ter uma vida saudável.

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

*