Minerais

Os minerais são divididos em essenciais (>100mg/d) e oligoelementos (<100mg/d).

Dentro dos essenciais estão o cálcio, cloro, potássio, magnésio, sódio, fósforo e enxofre. Já dentro dos oligoelementos estão o boro, flúor, cobalto, iodo, cobre, ferro, cromo, manganês, zinco, silício, selênio e molibdênio.

Existem deficiências desses minerais, assim como das vitaminas. Mas, as mais importantes são a de ferro e cálcio, vejamos:

A deficiência do ferro pode causar anemia. Em crianças e mulheres em idade fértil, ela gera riscos maiores quando comparados à pessoas fora desses grupos. Já a do cálcio, pode levar à quadros de osteoporose nos idosos, o que acaba aumentando o risco de fraturas ósseas. No caso dos adolescentes, o cálcio é importante devido à fase de crescimento em que os mesmos se encontram. Já no caso das gestantes, essa quantidade deve ser maior. Veja abaixo os principais benefícios de dois exemplos de minerais essenciais e oligoelementos.

O cálcio ajuda na formação e manutenção dos ossos e dentes, além de participar da coagulação sanguínea, da contração muscular e dos impulsos nervosos. Suas principais fontes são: leite e derivados, peixes e frutos do mar e vegetais de folhas verde escuras.

O flúor auxilia na redução da incidência de cáries dentárias. Seus alimentos fonte são: chá, café, água, verduras e hortaliças.


Tenho 26 anos, sou Nutricionista graduada pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Escolhi essa profissão por ela permitir que eu cuide da saúde das pessoas e leve o conhecimento necessário para que elas possam ter uma vida saudável.

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

*