Reaproveitamento dos Alimentos – Parte I

De acordo com a Embrapa (Empresa Brasil de Pesquisa Agropecuária), 40 mil toneladas de alimentos são desperdiçados diariamente no Brasil. Esse desperdício poderia ser evitado se as pessoas tivessem uma maior conscientização a respeito da riqueza nutricional jogada no lixo, quando se descarta sementes, cascas, entrecascas, folhas e talos dos alimentos.

O aproveitamento integral do alimento  contribui para o enriquecimento nutricional do indivíduo e também para a redução dos restritos orgânicos, além de proporcionar uma maior variedade na preparação de pratos, trazendo uma economia no orçamento familiar e colaborar para a preservação do planeta. Veja abaixo algas sugestões de como aproveitar melhor essas partes dos alimentos:

Talos de hortaliças: eles possuem mais polifenóis do que a parte que consumimos. Existem diferentes formas para aproveitá-los. Exemplo: o talo do agrião pode acompanhar carnes ou ser recheio de bolinhos, tortas ou pastel. Os talos do brócolis e da couve podem rechear pizza ou pastel e até mesmo serem preparados como cremes ou purê.

Casca de laranja: é um excelente aromatizador para o arroz, além de também poder ser utilizado em molhos e no preparo de doces. É rica em fósforo, cálcio, fibras e carboidrato.

No próximo post veremos outras sugestões de como aproveitar melhor os alimentos.


Tenho 26 anos, sou Nutricionista graduada pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Escolhi essa profissão por ela permitir que eu cuide da saúde das pessoas e leve o conhecimento necessário para que elas possam ter uma vida saudável.

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

*